Esclerose Múltipla

Surto de esclerose múltipla: a fobia maior!

Como é o surto de Esclerose Múltipla?

Hoje uma paciente minha com esclerose múltipla me telefonou dizendo que estava trocando algumas palavras e estava com alguns formigamentos. Era transitório e fugaz os sintomas. – Dr. isso é surto de esclerose múltipla?

A dúvida em relação ao que é o surto de esclerose múltipla é relativamente frequente. Bem , surto é um sintoma neurológico que persiste por mais de 24 horas na ausência de quadro infeccioso. Normalmente eles são relacionados à alteração da visão, formigamentos, perda de equilíbrio ou perda de força em um braço ou perna. Apesar de ser um resumo e não evidenciar a totalidade dos sintomas, esses são os mais comuns.Mas o que é muito importante é que o paciente vá ganhando consciência do próprio corpo. Quantas vezes qualquer um sente um formigamento na mão que passa rapidamente? Ou tropeça no meio das palavras? E aos pacientes com esclerose múltipla: quantas vezes antes do diagnóstico isso aconteceu com você? – isso porque o nosso sistema neurológico é imperfeito e acontecem algumas pequenas falhas de equilíbrio ou sensações frequentemente. Quando qualquer um desses sintomas é transitório, isso não é um problema.

O que eu costumo dizer aos pacientes é que quando eles tiverem um surto vai ser evidente. Não fique pensando que qualquer falha que você apresenta é um surto. Você vai ficar doido se ficar vivendo assim.- Lembre-se : Sintomas neurológicos que persistem por mais de 24 horas na ausência de quadro infeccioso.

Por que na ausência de quadro infeccioso? Bem esses são os pseudosurtos. Vou falar deles mais adiante. Durante um quadro infeccioso o aumento da nossa temperatura corporal e a liberação de substâncias inflamatórias pode prejudicar o funcionamento cerebral.

Mas o mais temível de todos é a fobia da doença; o paciente com esclerose múltipla, em alguns casos vive como se estivesse com uma bomba relógio que pudesse explodir a qualquer momento. A imprevisibilidade do surto de esclerose múltipla é um grande inimigo e causa muito sofrimento e ansiedade. Grande conselho: cuidado com a fobia da doença. Muitas vezes a fobia da doença traz mais prejuízos à qualidade de vida dos pacientes do que a própria doença.

Em caso de qualquer desses sintomas e suspeita de surto de esclerose múltipla, procure seu médico; Converse com ele. Viva sem pensar nos tais surtos, mas se eles acontecerem, prontamente procure ajuda para o tratamento ágil dessa fase aguda da doença;

Até a próxima!

'Surto de esclerose múltipla: a fobia maior!' há 2 comentários

  1. 8 de janeiro de 2016 @ 22:35

    Tenho esclerose diagnosticado a 5 anos e sintomas também à cinco anos o médico diz que é progressiva eu estou com muito medo da doença e parar em uma cadeira de rodas

Envie seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Fale com o Dr. Guilherme

+55 11 3052.1895
drguilhermesolival@gmail.com

HOSPITAL ISRAELITA ALBERT EINSTEIN

Av. Albert Einstein, 627 – bloco A1 220
Morumbi, São Paulo, SP – 05651-901
+55 11 2151.3220

Centro de Esclerose Múltipla São Paulo

Rua Santa Cruz, 722 Conjunto 610
Vila Mariana  CEP 04122-000, São Paulo, SP
+55 11 3052.1895

© Copyright 2015 - Todos os direitos reservados