Esclerose Múltipla

Novos tratamentos para a Esclerose Múltipla

A esclerose múltipla é uma das doenças no mundo com o maior investimento em pesquisa e que anualmente apresenta novos tratamentos aprovados para fortalecer o arsenal terapêutico de controle da doença.

Tratamentos para a Esclerose Múltipla

Novos tratamentos para a Esclerose Múltipla

Leia abaixo alguns tratamentos aprovados que chegaram ao Brasil recentemente para o controle da doença:

AUBAGIO® (teriflunomida)

O objetivo principal do tratamento da Esclerose Múltipla é controle dos surtos e retardar a progressão da doença. Medicamentos que conseguem isso são chamados de modificadores. Um desses medicamentos é o AUBAGIO® (teriflunomida) que foi aprovado para uso em pessoas com Esclerose Múltipla em 2012.

Um estudo publicado no The New England Journal of Medicine descobriu que pessoas com Esclerose Múltipla forma remitente recorrente e que tomaram teriflunomida uma vez por dia tornaram mais lentas as taxas de progressão da doença, e tiveram menos recaídas do que aquelas que tomaram um placebo (substância sem propriedades farmacológicas, administrada a pessoas ou grupo de pessoas como se tivesse propriedades terapêuticas).

Tecfidera (fumarato de dimetila)

Outro medicamento modificador da doença por via oral obteve registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) neste ano para tratar pessoas com EM. O medicamento faz com que o sistema imunológico pare de atacar a si mesmo e destruir a mielina. Ele tem um efeito protetor do corpo, semelhante ao que os antioxidantes possuem.

Fampyra (Dalfampridine)

A destruição da mielina na EM afeta a forma como os nervos enviam e recebem sinais. Isso pode afetar o movimento e mobilidade. Os canais de potássio (poros na superfície das fibras nervosas), quando são bloqueados, podem melhorar a condução nervosa em nervos afetados. O Fampyra (Dalfampridine) funciona justamente para isso. Estudos publicados no The Lancet descobriram que o Fampyra aumentou o ritmo de caminhada em pessoas com EM.

LEMTRADA® (alemtuzumab)

Aprovado pela Anvisa em 2015, o LEMTRADA® (alemtuzumab) é um anticorpo monoclonal humanizado modificador da doença, que trata formas reincidentes da EM. Ele funciona como uma proteína presente na superfície das células do sistema imunológico chamadas CD52. Acredita-se que ele se liga à CD52 em linfócitos T e B (glóbulos brancos) e quebrar a célula. Devido ao seu perfil de segurança, o Alemtuzumab só deve ser prescrito a doentes que tiveram uma má resposta a dois ou mais tratamentos de EM.

O futuro dos tratamentos da Esclerose Múltipla

Os tratamentos de EM variam de pessoa para pessoa. Isso porque o que funciona bem para uma pode não funcionar tão bem para outra. Os médicos estão em constante aprendizado sobre a doença para saber a melhor forma de tratá-la. E as pesquisas avançam constantemente, se aproximando cada vez mais de tratamentos mais eficazes, confortáveis e por que não de encontrar uma cura para a Esclerose Múltipla?

'Novos tratamentos para a Esclerose Múltipla' há 3 comentários

  1. 16 de dezembro de 2015 @ 22:57

    Dr. Guilherme,

    Fiz diagnostico de EM em janeiro de 2015 (EDSS=0). Em março de 2015 iniciei o tto com copaxone. Em 01/12 fiz a 1a. RM após o início do tto e ainda apresentou uma lesão captante de contraste. Isso significa que a medicação não está sendo eficaz?

    • 20 de abril de 2016 @ 19:28

      Olá Andrea, não dá para definir falha terapêutica sem uma avaliação completa. O melhor caminho para esta situação é você conversar com seu neurologista, ok? Um grande abraço!

  2. 31 de dezembro de 2015 @ 04:30

    Faço tratamento de esclerose múltipla com Dr. Guilherme Olival , desde 2014, e tenho a certeza que o tratamento prescrito vem controlando satisfatoriamente as dificuldades que a EM acarreta.
    Se não tenho uma quadro melhor e porque nem sempre sigo a risca a prescrição do Dr. Guilherme, que é sem dúvida um médico
    muitíssimo atencioso, e que procura insistentemente perscrutar as nossas mais inquietantes dúvidas, que algumas vezes não
    conseguimos expor. Ótimo neurologista e ser humano.

Envie seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Fale com o Dr. Guilherme

+55 11 3052.1895
drguilhermesolival@gmail.com

HOSPITAL ISRAELITA ALBERT EINSTEIN

Av. Albert Einstein, 627 – bloco A1 220
Morumbi, São Paulo, SP – 05651-901
+55 11 2151.3220

Centro de Esclerose Múltipla São Paulo

Rua Santa Cruz, 722 Conjunto 610
Vila Mariana  CEP 04122-000, São Paulo, SP
+55 11 3052.1895

© Copyright 2015 - Todos os direitos reservados