Esclerose Múltipla

AVONEX ® – Interferon beta 1a

O Avonex ®/ Interferon beta 1a é obtido por engenharia genética, a partir de células provenientes de ovário de hamster e tem a mesma estrutura do Interferon natural. É metabolizado e eliminado por vias hepáticas e renais. É bem tolerado pela facilidade posológica de uso semanal. É uma medicação de primeira linha de tratamento.

Tipo: imunomodulador

Uso: injetável, intramuscular

Frequência: 1 vez por semana

Dose: 30mcg/ inj; 60mcg/ml cada ser 0,5ml

Mecanismo de ação: mecanismo de ação não é completamente compreendido, possui atividades imunorreguladoras através da ligação com receptores de membranas das células humanas e induzem a expressão de genes que induzem as proteínas com propriedades imunorreguladoras

Eficácia comprovada:
•    Desacelera a progressão da incapacidade (medida pelo EDSS);
•    Diminui a taxa de surtos;
•    Diminui o número de lesões ativas medidas por Ressonância Magnética de cabeça.

Efeitos adversos:

*A maioria dos pacientes apresentam efeitos colaterais nos primeiros 3 meses de tratamento. Após esse período a grande maioria dos efeitos colaterais deve ter terminado ou estar contornável.
O Avonex ® é muito bem tolerado pelos pacientes salvo exceções. Efeitos adversos graves são raros e todos os efeitos descritos são reversíveis com a suspensão da medicação.
•    Inflamação, dor e necrose no local da injeção;
•    Sintomas tipo gripe (flu-like): dor no corpo, febre, calafrios;
•    Depressão;
•    Alterações do ciclo menstrual;
•    Aumento de enzimas hepáticas.

Alertas:
•    Recomenda-se a suspensão durante a gestação por falta de evidências conclusivas a respeito de sua segurança;
•    Recomenda-se a suspensão durante a amamentação;
•    Pacientes com depressão ou pensamentos suicidas devem entrar em contato imediato com seu médico;
•    Recomenda-se medições trimestrais de enzimas hepáticas e hemograma com plaquetas.

Interações:
•    Corticoesteróides;
•    Ácido Acetilsalicico;
•    Inibidores da prostaglandina sintetase;
•    Recomenda-se o uso do paracetamol no caso do uso de antipiréticos.

Contra-Indicações:
•    Alergia à interferon beta;
•    Alergia à albumina humana;
•    Insuficiência hepática;
•    Insuficiência renal.

Conheça os outros tipos de tratamento de Esclerose Múltipla, clique aqui.

Envie seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Fale com o Dr. Guilherme

+55 11 3052.1895
drguilhermesolival@gmail.com

HOSPITAL ISRAELITA ALBERT EINSTEIN

Av. Albert Einstein, 627 – bloco A1 220
Morumbi, São Paulo, SP – 05651-901
+55 11 2151.3220

Centro de Esclerose Múltipla São Paulo

Rua Santa Cruz, 722 Conjunto 610
Vila Mariana  CEP 04122-000, São Paulo, SP
+55 11 3052.1895

© Copyright 2015 - Todos os direitos reservados